Alex

Alex

domingo, 27 de dezembro de 2009

Oração Eucaristica -- V

Oração Eucaristica -- V
(Do Congresso de Manaus)

P: O senhor esteja convosco
T: Ele esta no meio de nos
P:Corações ao alto
T:Nosso coração esta em Deus

P:É justo e nos faz todos santos ser mais santos louvar a vos,ó Pai,no mundo inteiro de dia e de noite,agradecendo,com Cristo,vosso Filho,nosso irmão.É ele o sacerdote verdadeiro que sempre se oferece por nós todos,mandando que se faça a mesma coisa que se fez naquela ceia derradeira.Por isso,aqiu estamos bem unidos,louvando e agradecendo com alegria, juntando nossa vos á voz dos santos e á vos dos santos, pra cantar (dizer):

T:Santo,Santo,Santos..., p.5*.

P:Senhor, vós que sempre quisestes ficar muito perto de nós,vivendo conosco no Cristo, falando conosco por ele, mandai vosso Espirito Santo a fim de que as ofertas se mudem no Corpo e + no sangue de nosso Senhor Jesus Cristo.

T: Mandai vosso Espirito Santo

P
:Na noite em que ia ser entregue, ceando com seus apóstolos, Jesus tento o pão em suas mãos, olhou para o céu e deu graças,partiu o pão e o entregou a seus discípulos, dizendo:

TOMAI,TODOS,E COMEI:ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS.

Do mesmo modo,ni fim da ceia, tomou o cálice em suas mãos,deu graças novamente e o entregou a seus discípulos, dizendo:

TOMAI,TODOS, E BEBEI:ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA,QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS PARA REMISSÃO DOS PECADOS.FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.

Tudo isso é mistério da fé!

T:Toda vez que se come deste Pão,todas as vezes que se bebe deste vinho, se recerda a paixão de Jesus Cristo e se fica eseperando sua volta.

P: Recordamos,ó Pai, neste momento, a paixão de Jesus, nosso Senhor, sua ressurreição e ascensão;nós queremos a vós oferecer este Pão que alimenta e que da vida, este vinho que nos salva e dá coragem.

T: Recebei ó senhor, a nossa oferta!

P: E quando recebemos Pão e Vinho, o Corpo e Sangue dele oferecidos,o Espirito nos una num só corpo, pra sermos um só povo em seu amor.

T: O Espirito nos una num só corpo.

P: Protegei vossa igreja que caminha nas estradas do mundo rumo ao céu, cada dia renovando a esperança de chegar a vós ,na vossa paz.

T: Caminhemos na estrada de Jesus.

P: Dai ao santo Padre,o Papa N., ser bem firme na fé, na Caridade,e a N., que é bispo desta Igreja, muita luz pra guiar o seu reganho.

T: Caminhamos na estrada de Jesus.

P: Esperamos entrar na vida eterna com a virgem , Mãe de Deus e da Igreja, os apóstolos e todos os santos que na vida souberam amar Cristo e seus irmãos.

T: Esperamos entrar na vida eterna.

P: A todos que chamaste para a outra vida na vossa amizade, e aos marcados com o sinal da fé, abrindo vossos braços,acolhei-os .Que vivam para sempre bem felizes no reino que pra todos preparastes.

T: A todos dai a luz que não se apaga.

P: E a nós que agora estamos reunidos e somos povo santo e pecador,dai forças para construir juntos o vosso reino que tambem é nosso.
Por Cristo...

T: Amém!

(segue o rito da comunhão p. 29*.)

Rito da Comunhão

P:Obetientes à palavra do Salvadore formadospor seu divino ensinamento,ousamos dizer

T Pai nosso...

P: Livrai-nos de todos os males,ó pai e dai-nos hoje a vossa paz.Ajudados pela vossa misericordia,,sejamos sempre livres do pecado e pretegidos de todos os perigos,enquanto, vivendo a esperança,aguardamos a vida do Cristo Salvador

T: Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!

P: Senhor Jesus Cristo ,dissestes aos vossos Apóstolos:Eu vos deixo a paz eu vos dou a minha paz não olheis os nossos pecagos,mas a fé que anima a vossa igreja ;dai-lhe,segundo o vosso desejo, a paz e a unidade. Vós que sois Deus,com o Pai e o Espirito Santo.

T: Amém.

P: A paz do senhor esteja sempre convosco.

T: O amor de Cristo nos uniu

P: Irmãos en irmãs,saudai-vos em Cristo Jesus

P: Esta união do Corpo e do Sangue de Jesus, o Cristo e senhor nosso, que vamos receber,nos sirva para a vida eterna.

T: Cordeiro de Deus que tirai o pecado do mundo.....

P: Senhor Jesus Cristo,o vosso Corpo e o vosso Sangue que vou receber,não se tornem causa de juízo e condenação mas, por vossa bondade,sejam sustento e rémedio para minha vida.

T: Senhor,eu não sou digno (a) de que entreis em minha morada mas dizei uma palavra e serei salvo (a)

P: Que o Sangue de Cristo me guarde para a vida eterna.

P: Corpo de Cristo

C: Amém

P: Fazei, Senhor, conservemos num coração puro o que a nossa boca recebeu E que esta dádiva temporal se trasforme para nós em remedio eterno.

P: Oremos

T: Amém.

Rito Final

P: O senhor esteja convosco
T: Eele está no meio de nós.
P: Abençoe-vos Deus todo-poderoso
Pai e Filho + e Espirito Samto.

T: Amém.

P: A alegria do Senhor seja a vossa força ide em paz e o senhor vos acompanhe.

T: Graças a Deus

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Resplandeceu a Luz (Salmo 96) - Natal-

Resplandeceu a luz sobre nós/
Porque nasceu Cristo,Salvador. (bis)

1- Cantai ao senhor Deus um canto novo/
Cantai ao Senhor Deus,ó terra inteira/
Cantai e bendizei seu santo nome!

2- foi o Senhor e nosso Deus que fez os céus/
diante dele vão a glória e a majestade/
E o templo,que beleza e esplendor!

3- Oferecei um sacrificio nos seus átrios/
Adorai no esplendor da santidade/
Terra inteira,estremecei diante dele!

4- Ó família das nações,dai ao Senhor/
Ó nações,dai ao senhor poder e glória/
Dai-lhe glória que é devida ao seu nome!

Resplandeceu a Luz (Salmo 96)

Resplandeceu a luz sobre nós Por que nasceu Cristo Salvador. (bis)


1- Cantai ao Senhor Deus um canto novo/
Cantai ao Senhor Deus,ó terra inteira/
Cantai e bendizei seu Santo nome!

2- Foi o Senhor e nosso Deus que fez os céus/
diante dele vão a glória e a majestade/
E o seu templo,que beleza e esplendor!

3- Oferecei um sacrificio nos seus átrios/
Adorei no esplendor da santidade/
Terra inteira,estremecei diante dele!

4- Ó família das nações,daí ao senhor/
Ó nações dai ao senhor poder e glória/
Dai-lhe glória que é devida ao seu nome!

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Advento ,Tempo de Espera.

Mais uma vez Chegamos a uma um advento a mais um natal
sempre nesta época preparemos a nossa casa pra o grande dia de 25 de dezembro.
Como o proféta João Bastista dizia para que preparemos os nosso caminho para a vinda de Jesus
preparar os nossos caminho é viver na luz de cristo viver na prena santidade ;
advento também é a época da penitência a onde nos confessamos os nossos pecados que a gente fez e não o que o outro fez com voce.
Temos que seguir a exemplo de João Bastista temos que gritar profetizar os caminho do reino do senhor
nesta prossimas semanas que nos restam para o grande dia do natal do senhor vamos viver este advento na expectativa e na espera de que este natal seja pra muita gente um dia de muita paz e amor a proximo Jesus não quem nascer mais numa mangedoura mais sim em cada um de voces

A todos voces um bom advento um natal cheio de amor e paz e um ano novo repleto e sonhos e conquistas.



Alex Coqueiro Ferreira

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Correção

Na ultima postagem nas ultimas linhas esta o site da rcc da diocese de jales para informação do I congresso o site esta errado

O CORRETO É www.rccdiocesejales.com.br

I Congresso Diocesano da Renovação Carismatica Católica da Diocese de Jales-SP


I Congresso Diocesano da Renovação Carismatica Católica da Diocese de Jales-SP


Dias 04,05 e 06 de dezembro de 2009

local: APAE-JALES

taxa de inscrição:10,00 reais

Pregador Ironi Spuldaro -(Apresentador da Comunidade Canção Nova)

Tema do congresso é Jesus Cristo é o Senhor


Maiores informações

(17)3621-5200


ou pelo site da rcc de Jales


quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Deus de Promessas (musica) - Toque no Altar

Sei que os Teus olhos Sempre atentos permanecem em mim E os Teus ouvidos Estão sensíveis para ouvir meu clamor Posso até chorar... Mas a alegria vem de manhã És Deus de perto e não de longe Nunca mudastes, Tu és fiel


Deus de aliança, Deus de promessas Deus que não é homem pra mentir Tudo pode passar, tudo pode mudar Mas Tua palavra vai se cumprir


Posso enfrentar o que for Eu sei quem luta por mim Seus planos não podem ser frustados Minha esperança está Nas mãos do grande Eu sou Meus olhos vão ver o impossível Acontecer...

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Colossenses 3,18,19-21


"Conselhos para a vida em família."


18- Mulheres,sede submissas a vossos maridos:assim convém,no senhor. 19- Maridos,amai as vossas mulheres e não as trateis com aspereza.

20- Filhos abedecei em tudo a vossos pais,porque agrada ao senhor.21- Pais deixai de irritar vossos,filho,para que não se tornem desanimados.




Pág da bíblia da Ave Maria 1510

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Musica:Pelo Nome As Muralhas vão cair (Luciana Sierene)

O mar vai se abrir pelo nome,A igreja atravessar pelo nome,De pés enxutos vão estar pelo nome, pelo nome de Jesus.As muralhas vão cair pelo nome,O inferno estremecer pelo nome ,Todo mal vai sucumbir pelo nome, pelo nome de Jesus, pelo nome de Jesus.Canta Igreja, uma nova canção(pelo nome)E recebe do Espirito uma Nova Unção(pelo nome) (2x)Os Milagres vão surgir pelo nome,O Cego enxergar pelo nome,O Paralítico vai andar pelo nome, pelo nome de Jesus.O Leproso vai sarar pelo nome,Todo sangue estancar pelo nome,Toda igreja vai louvar pelo nome, pelo nome de Jesus, pelo nome de Jesus.Canta Igreja, uma nova canção(pelo nome)E recebe do Espirito uma Nova Unção(pelo nome)Pelo nome de Jesus, que todos joelhos se dobremNo céu, na terra e nos infernosCanta Igreja, uma nova canção(pelo nome)E recebe do Espirito uma Nova Unção(pelo nome) (4x)

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Deus Vai Restaurar Israel,sua testemunha (Sl:43,1-7)

1 E agora,eis o que diz o senhor,aquele que te criou.Jacó,e te formou,Israel:nada temas,pois eu te REGATO,eu te chamo pelo nome.és meu. 2 Se tiveres de atravessar a água,estarei contigo.E os rios te submergirão; se caminhares pelo fogo,não te queimarás, e a chama não te consumirá. 3 Pois eu sou o senhor,teu Deus,o santo de Israel,teu salvador.Dou o Egito por teu resgate,a Etiópia e sabá em compensação.*
4 Porque és precioso a meus olhos,porque eu te aprecio e te amo,permuto reinos por ti,entrego nações em troca de ti. 5 Estejas tranquilo,pois estou contigo ,do oriente trarei tua raça,e do ocidente eu te reunirei. 6 "Devolve-os!" direi ao setentrião e ao meio-dia:"não os retenhas!"traze meus filhos das longinquas paragens,e minha filhas dos confins da terra, 7 todos aquêles que trazem meu nome,e que criei para minha glória.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Sexo-Máquina de camisinha nas escolas

Eu acho que a camisinha é uma armapoderosa contra a vida o anti consepsional é uma arma contra a vida a igreja católica (vaticano )fala que a camisinha inpede a geração da vidacomo a canpanha da fraternidade diz o ano passado “Escolhe Pois A Vida” a camisinha nas escolas eu acho que se cair a maquina de camisinha nas escolas,as escolas vai virar um bordel diga ñ a camisinha e sim a sua castidadeseja em defesa da vida e ñ da morte….


Alex C.Ferreira.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Sexo Na Adolecência

Hoje em dia o sexo esta cada vez mais presente
no nosso dia-a-dia principalmente na adolecência.
Meninas fica gravidas nos 15 a 16 anos de idade,sera que esta menina esta
preparada para ser mãe?sera que o menino
esta preparado para ser pai?.Muitas vezes não "o sexo fora do casamento é PECADO"esta pratica "sexo" é uma responsabilidade pra vida inteira.

domingo, 27 de setembro de 2009

Hino e Oração do Ano Jubilar da Diocese de Jales


JUBILEU DIOCESANO 50 ANOS

Letra e música: Laura Gimenes, Lourdes e Rodolfo (Jales)



1. No mesmo ano do anúncio do Concílio / no dia doze de dezembro foi criada,Quinze de agosto de 60 foi a data / que a diocese de Jales foi instalada.Natureza, terras férteis, muitos rios / que as irrigam como bênçãos do Senhor,Muitas famílias e culturas diferentes / sustentam vidas e Diocese com amor.


À SENHORA DE GUADALUPE PEDIMOS VIDA, JUSTIÇA E PAZ, PARA OS POVOS DA AMÉRICA LATINAE À SENHORA DA ASSUNÇÃO, PEDIMOS BÊNÇÃO E PROTEÇÃO,PARA A NOSSA DIOCESE EM MISSÃO.É FESTA DOS 50 ANOS E VIVA O JUBILEU DIOCESANO! (BIS)


2. Dom Arthur, a Diocese assumiu / em espírito da renovação,Formou comunidades de culto / tendo em vista um diocese em missão.Dom Luís, segundo bispo nomeado, / construiu a catedral, o sonho esperado.A estrutura da diocese organizou / com os padres os leigos ao seu lado.


3. Para dar continuidade aos trabalhos / Dom Demétrio foi o bispo ordenado,Simplicidade e muita sabedoria / na formação e a missão é dedicado.Comunidades e Escola de animadores / pastorais, ministros, comunicação,Prioridades assumidas e vividas / fazem parte da diocese em missão.


4. Pra garantir que a diocese caminhasse / se apostou na formação presbiteral,Seminaristas e leigos comprometidos / todos unidos trabalhando por igual.Para formar e animar comunidades / padres e irmãs se doaram sem medida,E hoje celebram todos juntos com alegria / a unidade da diocese garantida.


5. O cruzeiro reimplantado foi o marco / do jubileu de prata bem festejado,Foi então que surgiu a Romaria / este momento que até hoje é celebrado.O Santuário da Santíssima Trindade / inaugurou novo milênio abençoado,Pra motivar toda a diocese à união / lugar sagrado a que o povo é convidado.


6. Com decisão de ajudar necessitados / a Cáritas diocesana foi criada,Articulando os projetos sociais / e as pastorais desta diocese abençoada,Pra ser de Cristo seu discípulo missionário / Aparecida indicou-nos direção.Foi quando, então, decidiu a diocese / apostar mais na formação e na missão.

domingo, 20 de setembro de 2009

Santa Margarida Maria


Em 1675, pouco depois da celebração liturgica do Corpo de Cristo,Santa Margarida Maria esava rezando diante do sacrário e Jesus disse a ela mostrando seu coração "Eis o Coração que tanto amou os homens... e em paga não recebe da maior parte deles, neste sacramento de amor,senão ingratidóes"... Assim Jesus lembrava a Santa Margarida seu peito aberto pela lança do soldado (Jo 19,34),Coração que tanto amou!Jesus pediu a Margarida que promovesse a devoção ao seu Sacrado Coração ,isso é ao grande amor Dele por nós.Para ajudá-la nesta tarefa, Jesus mandou que ela procurasse o padre jessuítas,Pe.Cláudio:

Dirige-te ao meu servo [Cláudio]e diz a ele da minha parte que faça a possivel para estabelecer esta devoção tão agradável a meu divino coração;que não desanime com as dificuldades,que certamente não lhe faltarão;ele deve saber que tudo pode aquele que nada confia em si,mas põe toda a confiança e esperança em Mim.

Em outra ocasião,Jesus disse a Santa Margarida que se as Filhas da Visitação (Congregação de S.Margarida)receberam a graça de conhecer e distribuir os tesouros do seu Coração aos padres da Companhia de Jesus estava reservado demonstrar e dar a conhecer sua utilidade e valor....Assim os Jesuítasreceberam a AGRADÁVEL MISSÃO de promover a devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

A devoção ao Sagrado Coração de Jesus é a devoção ao amor que Jesus Cristo tem por nós.É devoção que procura responder com gradidão ao amor de Deus.A história principal deste amor está contada na Santa Bíblia principalmente nos evangelhos.Deus porém serviu-se de Santa Margarida Maria e do Pe.Cláudio de la Colombière para chamar noss atenção para este amor.

No amor de Deus está a esperança de salvação para História da Humanidade.

domingo, 13 de setembro de 2009

Musica:Maria e o Anjo (Anjo de Resgate)


(Maria)


Quem serás tu criatura bela,Que encheu meu quarto com tua luz,O teu olhar me trouxe a paz,Tua presença me refaz.




(Anjo)


Eu sou o Anjo GabrielVenho em nome do SenhorDarás a luz ao Salvador

Serás a mãe do Emanuel



(Maria)


Porque teus lábios tremem tanto assimPorque não tira os seus olhos de mim


(Anjo)


Há tanta graça estar diante de tiE o céu inteiro espera por teu sim



(Maria)


Não temas doce anjo do SenhorEscuta o que agora eu vou falarSorria e vai ao céu anunciarSim eu serei a mãe do Salvador


(Anjo)


Ave Maria, quanta alegriaO céu se encheu de luzPois vai nascer JesusSanta Maria, Deus escolheu-te bemE todos os Anjos cantam Amém!

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Libertação De Um Perigo De Morte (Sl 114)



1.
Aleluia. Amo o Senhor, porque ele ouviu a voz de minha súplica,

2.
porque inclinou para mim os seus ouvidos no dia em que o invoquei.

3.
improviso; Os laços da morte me envolviam, a rede da habitação dos mortos me apanhou de estava abismado na aflição e na ansiedade.

4.
Foi então que invoquei o nome do Senhor: Ó Senhor, salvai-me a vida!

5.
O Senhor é bom e justo, cheio de misericórdia é nosso Deus.

6.
O Senhor cuida dos corações simples; achava-me na miséria e ele me salvou.

7.
Volta, minha alma, à tua serenidade, porque o Senhor foi bom para contigo,

8.
pois livrou-me a alma da morte, preservou-me os olhos do pranto, os pés da queda.

9.
Na presença do Senhor continuarei o meu caminho na terra dos vivos

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Cura De Bartimeu (Mc 10,46-52)


46-Chegaram a Jericó.Ao Sair dali Jesus e os discipulos e numerosa multidão,estava sentado à beira do caminho,mendigando,Bartimeu,que era cego,filho de Timeu. 47 Sabendo que era Jesus de Nazaré,começou a gritar:" Jesus,filho de Davi tem compaixão de mim!" 48 Muitos o repreendiam,para que se calasse,mais êle gritava ainda mais alto:"Jesus ,filho de Davi tem compaixão de mim!" 49 Jesus parou e disse:"chamai-o.Chamaram o cego,dizendo-lhe:"Coragem!Levanta-te êle te chama". 50Lançando fora a capa,o cego ergueu-se dum salto e foi ter com êle. 51 Jesus tomando a palavra,perguntou-lhe :"Que queres que te faça?""Rabôni respondeu-lhe o cego,que eu veja!"* 52 Jesus disse-lhe :"Vai a tua fé te salvou e no mesmo instante êle recuperou a vista e foi seguindo Jesus pelo caminho.
Biblía da Ave Maria Pág :1336


terça-feira, 1 de setembro de 2009

Cântico De Maria


"Minha alma glorifica ao senhor

meu espirito exulta de alegria

em Deus meu salvador,

porque olhou para sua pobre serva.

Por isto,desde agora,

me proclamarão bem-aventurada tôdas as gerações,

porque realizou em mim maravilhas aquele que é poderoso

e cujo nome é santo.

Sua misericordia se estende de geração em geração,

sobre os que o teme.

Manifestou o poder do seu braço:

descocertou os coraçóes dos soberbos.

Derrubou do trono os poderosos

e exaltou os humildes.

Saciou de bens os indigentes

e despediu de mãos vazias os ricos.

Acolheu a Israel,seu servo,

lembrado da sua misericórdia,

conforme prometera a nossos pais,

em favor de Abraão e sua posteridade para sempre."


Maria ficou com Isabel cêrca de Três meses.Depois voltou para casa.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

O Nosso Corpo É Santo

Nosso corpo é sacrario,morada
do Espirito Santo.Se o nosso corpo é
sacrario do Espirito Santo nós não
podemos vender o nosso corpo
por deinhero nehum.Pessoa que uas o seu corpo
por motivo de Mutilação. Pessoas que vende seu corpo
para FILMES PORNOGRÁFICOS etc "O seu corpo não foi
feito pra isso,seu corpo foi feito pra levrar Jesus para
as pessoas."Use o seu corpo para as obras de Deus e
não para as coisas terrenas coisas do imundo.
viva na santidade e na graça usando o seu corpo
para as coisa de Deus "POR QUE O SEU CORPO É SANTO."


26/08/2009

domingo, 16 de agosto de 2009

Oração Do Ano Jubilar Da Diocese de Jales

Senhor,nosso Deus/Pai de bondade,/nesse Ano
Jubilar de nossa Diocese de Jales,/queremos vos louvar/
pela alegria que nos concedeis/de experimentar a ação da
vossa Providência/ao longo deste 50 ANOS.
Queremos vos agradecer a dom da fé/pelo qual nos
atristes para o vosso Filhos Jesus Cristo,/e nos animastes
pela ação do vosso Espirito Santo,/mergulhados na
comunhão de nossa Divina Trindade/ e irmanados em
vossa Igreja/que sustentais com a força do vosso amor!
Tomai sempre mais fecunda a ação da vossa graça,/
que nos mantém unidos na vossa vontade,/colocando-nos
a serviço dos vosso designios de salvação,/ no
cumprimento da missão que vosso Filho nos confiou.
Iluminai nossas mentes,/aquecei nossos corações,/
sustentai nossa unidade,/para que este tempo de jubileu/
nos confirme na vocação de sermos vosso povo/e nos
fortaleça no testemunho do vosso Evangelho.
Confortai nossas comunidades com a proteção de
seus santos padroeiros,/e concedei-nos sempre a
presença materna de Maria da Assunção,/ a guiar os
passos de nossa Diocese/ nos caminhos do vosso Reino.
AMÉM!

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Simplismente José (Eugênio Jorge)


Eu tão simples, tão pequeno, um carpinteiro e nada mais.Mas meu Deus olhou pra mim e me escolheu pra ser pai do Filho Seu.Eis-me aqui, faça-se em mim o Teu querer,Sou Teu José, simples José e nada mais.
Eu tão simples, tão pequeno, um carpinteiro e nada mais.Mas meu Deus olhou pra mim e me escolheu pra ser pai do Filho Seu.Eis-me aqui, faça-se em mim o Teu querer,Sou Teu José, simples José e nada mais.
Eu sou escravo de Tua promessa, feito pra amar até o fim.Eu sou escravo de Tua promessa e sou feliz vivendo assim.Eu tão simples, tão pequeno, um carpinteiro e nada mais.
Pois sou escravo de Tua promessa, feito pra amar até o fim.Eu sou escravo de Tua promessa e sou feliz vivendo assim

Ato De Consagração Ao Imaculado Coração De Maria


Ó Maria,Mãe de Deus e nossa Mãe,Rainha do céu e refúgio dos pecadores,recebei nossa vida,todo o nosso ser,tudo o que temos,tudo o que amamos,tudo o que somos.A vós pertencem nossos lares,nossa pátria.Queremos que seja vosso, e participe dos benefícios de vossas bênçãos maternais, tudo o que existe em nós e ao redor de nós.



E, para que esta consagração seja realmente aficaz e duradoura,renovamos hoje ,aos vossos pés.ó Maria,as promessas do nosso batismo e da nossa Primeira Comunhão.




Páginas do Livro: 25/26

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Agosto Mês Das Vocações



No mês de Agosto todas as igrejas católica do mundo

inteiro celebra o mês vocacional.

onde todos são chamados para a messe do Senhor Jesus

vocacão é uma coisa que sai de dentro da pessoa pra fora

tem todo tipo de vocações ,vocação de ser Pai ,Mãe de ser tio,tia e vocação

religiosa como Legos,Consagrados,Ministros,Sacerdotes e entre outros

quando fala de ser Sacerdote as pessoas não gostam deste asunto

principalmente os pais.Os pais acham que criam os filhos pra eles

os filhos não são dos pais eles são inprestado para ele os filhos são filhos de Deus e vai voltar para Deus .vamos neste mês de Agosto mês inportante para nós e para a nossa Diosece Rezar pelas vocações para que Deus desperte as vocações sitados a cima .

"Lançai as rede nas águas profundas."(Jo 21,1-14)

rezamos todos juntos a oração pelas vocações.



Oração pelas Vocações Sacerdotais e Religiosas



Ó Jesus, Divino Pastor das almas, que chamastes os apóstolos para fazer deles pescadores de homens. Atraí a Vós jovens ardentes e generosos, para torná-los Vossos seguidores e Vossos ministros. Fazei que eles participem de Vossa sede de redenção universal, pela qual renovais sobre os altares o Vosso sacrifício.Vós, ó Senhor, " sempre vivo a interceder por nós"( Hb 7,25), abri para eles os horizontes do mundo inteiro, onde a silenciosa súplica de tantos irmãos pede luz de verdade e calor de amor, a fim de que, respondendo ao Vosso chamamento, continuem aqui na terra a Vossa missão, edifiquem o Vosso Corpo Místico que é a Igreja e sejam " sal da terra" e " luz do mundo".


Amém


domingo, 2 de agosto de 2009

Congresso Jovem Em General Salgado 1 e 2 de Agosto


No dia 1 e 2 de Agosto de 2.009

se realizou em General Salgado-SP o "Congresso Jovem"

este evento reuniu no salão paróquial da paróquia Nossa Senhora Das Diores

varios jovem de varias cidades .Teve a presença do TIBA E FERNANDO da comunidade Canção Nova,os jovem participaram da santa missa no sabado com o Sacerdote local Pe.Natalino Sergio De Araujo depois da santa missa os jovens

se prepararão para ir a Boate Cristoteca.No dia seguinte no Domingo teve as pregações louvor e cura e libertação ,depois teve a adoração do santissimo presidida Pelo Mizão,Tiba e Luciana da missão libertai.

e ao fim da tarde fechamos o Congresso com a santa missa Celebrada Pelos Sacerdotes:Pe. Pedro ,Pe.Natalino.Pe.Edvagner e pelo o Bispo Diocesana de Jales D.Luis Demetrio Valentini.

Congresso Jovem Em General Salgado 1 e 2 de Agosto

No dia 1 e 2 de Agosto de 2009 se realizou
um evento diocesano "O Congresso Jovem "em G

São João Maria Viannei (Patróno dos Presbiterios)"Rogai,Por Nós."


“Por onde passam os Santos, Deus com eles passa”. Foi no ano de 1772, que um santo mendigo, Bento José Labre, passando por Dardilly, se hospedou na humilde casa dos Vianney. A benção de Deus entrou com ele naquela mansão; pois poucos anos depois, nasceu lá aquele que no mundo inteiro é conhecido por João Vianney – o santo Cura d’Ars. Que eficácia maravilhosa da esmola! Deus dá a pobres camponeses um filho, que vem a ser um dos seus grandes servidores, recompensando assim uma obra de caridade, que dispensaram a um pobre mendigo.
João Batista Maria Vianney nasceu e foi batizado em 8 de maio de 1786. Desde a infância, manifestava uma forte inclinação à oração e um grande amor ao recolhimento. Muitas vezes era encontrado num canto da casa, jardim ou no estábulo, rezando, de joelhos, as orações que lhe tinham ensinado: o Padre-Nosso, a Ave-Maria, etc. Os pais, principalmente a piedosa mãe, Maria Belusa, cultivavam no filho esse espírito de religião e de piedade.
.
A França achava-se agitadíssima com os horrores da revolução e como os sacerdotes estivessem exilados ou encarcerados, não foi possível a João Vianney encontrar um mestre, que lhe desse algumas instruções sobre as ciências elementares. Era natural, pois, que passasse a mocidade entregue aos trabalhos do campo. Entretanto João continuava as práticas de piedade com todo fervor e o pecado era para ele coisa conhecida só de nome. Fez a primeira Comunhão numa granja, sendo que a perseguição religiosa não permitia o culto público nas igrejas.
.
Amainado o temporal da revolução, Vianney achou um grande amigo e protetor, na pessoa do Padre M. Balley, vigário de Ecully, que descobrira na alma de João qualidades superiores, que deviam ser aproveitadas e cultivadas, para a maior glória de Deus. Se era grande o fervor, admirável a virtude do jovem Vianney, se melhor mestre não podia haver do que o Padre Balley, tudo parecia desfazer-se diante de uma barreira, que se levantava insuportável: a falta de inteligência do estudante. Não fora a persistência imperturbável do santo sacerdote, Vianney teria desanimado, diante das dificuldades, que se lhe afiguravam invencíveis. Com as orações e a caridade redobrada que dispensava aos pobres, Vianney alcançou a graça de poder continuar os estudos com algum proveito. Quando estava prestes a ser recebido no seminário, veio-lhe ordem de apresentar-se à autoridade militar de Bayonne. Foram baldados os esforços do Padre Balley para obter isenção do serviço militar, para o protegido e pareciam aniquiladas de vez todas as esperanças. Vianney, caiu doente e passou quatorze meses nos hospitais de Lyon e de Roanne.
.
Passado esse tempo, ninguém mais se lembrou dele para o serviço militar e só assim pode matricular-se no pequeno Seminário de Verrières e mais tarde no grande Seminário de Santo Irineu. Mestres e alunos eram unânimes em conceder a Vianney a palma quanto à virtude e santidade entre os condiscípulos. O preparo intelectual do jovem, porém, era tão deficiente, que os mestres não se viram com coragem de apresentá-lo para a ordenação.
.
O vigário geral do Cardeal Fesch, Mons. Courbon, que em última instância devia decidir a questão, deu consentimento para que Vianney fosse admitido ao sacerdócio e o jovem, teólogo recebeu as santas Ordens a 9 de agosto de 1815. Vianney, contava já 29 anos.
.
Os primeiros três anos do sacerdócio passou-os na companhia e sob a direção do primeiro mestre e amigo, Padre Balley. Este faleceu e a Cúria episcopal nomeou Vianney Cura d’Ars. O novo campo de ação era o mais ingrato possível. Ars era um lugar sem religião. A Igreja deserta, os sacramentos não eram freqüentados, o trabalho no domingo, a freqüência de bailes e cabarés estavam na ordem do dia. Vianney, vendo o estado das coisas, teve ímpetos de abandonar tudo. “Que vou fazer aqui?” – exclamou. – Neste meio nada farei e tenho medo até de perder-me”. Mas logo o seu zelo se lhe reanimou. Fixou residência na matriz e sua primeira ocupação era rezar pela conversão dos paroquianos. Desde a manhã à noite, com pequenas interrupções, ficava de joelhos diante do altar do Santíssimo Sacramento. As frugalíssimas refeições ele mesmo as preparava.
.
Depois começou a procurar as famílias. Nas visitas lhes falava de Deus, dos Santos, das coisas da religião. Se bem que a maior parte não lhe ligasse importância, um ou outro reparava na batina rota e velha, na modéstia e piedade, no aspecto austero e mortificado do vigário. Pouco a pouco o povo ficou conhecendo o pároco, cujas orações e mais ainda o exemplo, acabaram por franquear-lhe o caminho aos corações de todos. Alguns começaram a freqüentar a santa Missa.
.
O número daqueles que acompanhavam o piedoso Cura na recitação do rosário, todas as tardes, crescia de dia para dia e depois de algum tempo, o Santíssimo não ficava nenhuma hora durante o dia, sem adorador. A Comunhão freqüente foi pelo Santo Cura introduzida na paróquia, com muita felicidade. Para as senhoras se fundou a Confraria do Rosário e para os homens a Irmandade do Santíssimo Sacramento.
.
Tendo assim elevado a certa altura a vida religiosa na paróquia, Vianney passou a combater os abusos. O zelo de pastor dirigiu-se principalmente contra os cabarés, as danças e a profanação do domingo. Sem recorrer a meios rigorosos e ameaças, fazendo, pelo contrário, prevalecer a caridade, Vianney conseguiu que um cabaré após outro, se fechasse. Quanto à dança, os espíritos se dividiram em duas correntes: uma a favor da campanha do vigário e outra contra. Veio a festa de São Sixto, padroeiro do lugar. O baile fazia parte integrante do programa dos festejos profanos. Fizeram-se os convites do costume. Mas a decepção dos moços foi grande, quando à hora do baile, nenhuma moça lá apareceu. E o baile não se realizou.
.
Restava ainda restabelecer o domingo, em toda a sua dignidade. Tão freqüentes, tão insistentes e persuasivas eram as exortações do vigário, a respeito do trabalho no domingo, que determinaram mudança completa no pensamento do povo, que em seguida, passou a observar, com todo o rigor, o descanso dominical.
.
Ars estava renovada. Os vícios já não existiam. Abusos foram extirpados. Todos queriam ser bons cristãos. Respeito humano era coisa desconhecida em Ars. Incorreria na censura pública quem não quisesse praticar a religião. Não se ouvia mais nenhuma blasfêmia; não existia inimizade alguma em Ars. Ao toque do Ângelus os homens se descobriam e interrompiam o trabalho, para rezar as Ave-Marias. O confessionário se via assediado, até altas horas da noite. Aos domingos a igreja estava sempre repleta, por ocasião das missas, das vésperas, do catecismo e do terço. Foi preciso o vigário alargar a matriz e construir novas capelas, como as de São João Batista, de Santa Filomena, de Ecce Homo e a dos Santos Anjos.
.
Conhecendo a grande miséria das almas e os perigos em que se achavam as pobres órfãs, Vianney fundou na paróquia um asilo, a que deu o nome de “Providência”. Para as asiladas era um pai que sacrifícios não media, para que nada lhes faltasse. Essa fundação, em si tão útil e boa, foi para Vianney uma fonte de desgostos. Mais de uma vez lhe sobreveio o desânimo e profundamente desgostoso, exclamava: “Ah ! se tivesse sabido o que quer se dizer ser sacerdote, eu teria procurado a minha salvação na Cartuxa ou na Trappa”. Por duas vezes tentou fugir de Ars para ver-se livre do pesado fardo do ministério pastoral.
.
O segredo dos grandes resultados espirituais, na paróquia de Ars, estava unicamente na santidade do Cura. Vianney era homem da oração e da penitência. A um colega que o visitou e dolorosamente se queixou do triste estado em que se achava, perguntou: “Rezastes entre lágrimas? Não é bastante. Jejuastes já? Deitastes-vos sobre o chão duro e tomastes a disciplina? Se ainda não o fizestes, não penseis ter feito tudo”. O que a outros aconselhava ele o praticava. Levava vida de extrema pobreza. Dos pobres da paróquia era Vianney o mais pobre. Possuía uma só batina e esta cheia de remendos. O estado do chapéu era tal, que provocava o riso dos colegas. Vianney não possuía nada e nada guardava. E quanto bem não fez às órfãs, e aos pobres! A vida austeridade, em nada difere da vida Cura d’Ars, com a dos grandes eremitas do deserto do Egito. Quando muito, tomava três refeições cheias por semana, e que refeições! O “cardápio” não constava senão dumas ervas cruas, pão seco e água. O sono era um repouso de duas horas apenas. Quando se tratava da conversão dum pecador, mais apertava o jejum, e a cama trocada pelo chão. A saúde de Vianney era fraquíssima. O Santo sofria cruciantes dores nos intestinos, dores de cabeça violentas. Vinte vezes esteve doente e vinte vezes se curou subitamente, fato que grande admiração causou aos médicos. Houve quem lhe dissesse que suas penitências excediam os limites do lícito e Vianney respondeu-lhe: “O Senhor não sabe que meus pecados exigem um tratamento como este”. Além destas práticas comuns de penitência, Vianney usava ainda outras como: a flagelação, o cilício, etc.
.
Se com aquela santa vida agradava a Deus, tanto mais provocava as iras do inimigo, que o perseguia com toda a sorte de malefícios, chegando a ponto de fisicamente o maltratar. As influências diabólicas devem ser atribuídas também às calúnias, de que Vianney foi vítima. Tudo isso, porém, não conseguia roubar-lhe o contentamento íntimo e a alegria da alma.
.
Nos últimos anos o organismo lhe denunciava um estado de fraqueza extraordinário. Quando rezava o terço na igreja, sua voz era quase imperceptível. No mês de maio de 1843 lhe sobreveio uma forte pneumonia, que lhe pôs em grande perigo a vida. Vianney pediu que lhe administrassem os santos Sacramentos do Viático e da extrema Unção. Aprovado pela expectativa da morte, o Santo invocou uma grande Padroeira Santa Filomena pedindo que o curasse, ainda que fosse necessário um milagre. Santa Filomena, curou-o e consolou-o com sua aparição.
.
Vianney possuía um grande amor ao Santíssimo Sacramento. Este amor, este fogo se manifestava nas visitas que fazia a Jesus na Eucaristia, nas alocuções e principalmente na Santa Missa. Quem o via celebrar, tinha a impressão do celebrante ver o próprio Nosso Senhor. Deste amor lhe brotava o culto aos grandes amigos de Deus: a São João Batista, a São José, a Santa Filomena, sua padroeira por excelência e à Santíssima Virgem. Daí também o zelo infatigável pela conversão dos pecadores.
.
Vianney não era só pastor das almas de Ars. Deus quis que o pobre Cura fosse o Apóstolo universal do século. A santidade do pobre Vianney atraía as almas, que nas suas necessidades o procuravam, para a ele se confessar e dele receber conselhos e conforto. Esta afluência durou trinta anos e só por uma intervenção sobrenatural pode ser explicada. As peregrinações a Ars começaram em1826. De 1835 em diante, o número anual de peregrinos que procuravam o Cura d’Ars, excedia a 80.000. Eram leigos e sacerdotes, bispos e cardeais, sábios e ignorantes, que vinham ajoelhar-se-lhes aos pés. Em 1843 recebeu um coadjutor e os missionários diocesanos vinham de vez em quando lhe prestar serviços também. Inúmeros eram os milagres que se operaram na humilde casa do Cura d’Ars. Tão numerosas eram as curas, devidas à intervenção de Vianney, que alguém um dia lhe disse: “Senhor Cura, basta que digais apenas: quero que estejas curado e a cura está feita”. Vianney ouvia os doentes em confissão e dirigia-os à capela de Santa Filomena. Era lá que os milagres se efetuavam. Só Deus sabe quantas conversões se realizaram em Ars, quantas almas lá encontraram a paz desejada.
.
Vianney morreu a 4 de agosto de 1859, mas a sua memória ainda está viva e glorioso se lhe tornou o túmulo. Declarado “venerável” por Pio IX, em 1925 lhe foi conferida a honra dos altares, pela solene canonização proferida pelo Papa Pio XI.
Reflexões:
E’ o imortal merecimento do Pe. Balley, ter descoberto e cultivado a vocação sacerdotal de seu pequeno paroquial João Batista Vianney. Não fossem o zelo e o interesse verdadeiramente paternais desse sacerdote, a Igreja não teria talvez o grande Santo d’Ars, padroeiro dos párocos. A bibliografia conta-nos as dificuldades insuperáveis quase com que o estudante Vianney tinha que lutar, para chegar ao sacerdócio. A boa vontade, o trabalho esforçado, a oração, tiveram como recompensa o apoio da divina graça, que fez do pobre menino de Dardilly um grande Santo, glória da sua terra e da Igreja de Deus.
Conta-se Ainda que ao aproximar-se a sua ordenação, o vigário geral reunido com alguns padres, ponderaram a inconveniência em lhe conceder o sacramento da Ordem, porque João Batista “era muito burro”, conforme comentaram entre si num momento de reunião, não com maldade, mas com a sinceridade de quem estava convencido da incapacidade intelectual de quem iria assumir tão elevado cargo. Nesse momento, João Batista estava chegando e ouviu ainda na ante-sala o constrangedor comentário. Ali ele aguardou a saída dos padres, e foi ter com o vigário. Antes de iniciar a conversação, o santo lhe pediu licença e disse: “Padre, se com uma atiradeira feita da mandíbula de um burro, Davi conseguiu derrubar Golias, imagine o que o senhor poderá fazer tendo nas mãos um burro inteiro!” Estas palavras foram suficientes para revogar a intenção do vigário que, logo em seguida, o enviaria à comunidade de Ars.
De fato, mais que Davi diante de Golias, nosso santo assumiu a paróquia com número ínfimo de católicos, sendo o restante do povo, pagão e completamente entregue aos divertimentos profanos e toda espécie de imundícies e vícios. Na fraqueza do santo, Deus manifestou a força, na limitação intelectual, sabedoria. A pregação, o apostolado, os milagres resultaram em sucessivas conversões. As árvores secas esverdearam e belos frutos de santidade multiplicaram extraordinariamente no campo do Senhor. Pouco antes de morrer, o Cura D’Ars pôde contemplar o resultado: Praticamente toda a cidade convertida.
Boas vocações vem do céu; é Deus que as dá. “Grande é a messe, diz Nosso Senhor, e poucos são os operários; pedi, pois ao Senhor da messe, para que mande operários para a sua messe”. Grande é a messe do Senhor e poucos são os Padres. São as famílias que devem fornecer as vocações; é das famílias que Deus, o Senhor da messe quer escolher seus operários. Trabalhemos, pois, cada um no lugar que Deus lhe determinou na sociedade, pela santificação da família, pela compreensão da sublimidade do sacerdócio; rezemos, para que o reino de Cristo se firme cada vez mais nas famílias; o reino de Cristo com seu espírito de sacrifício e de oração; rezemos pela santificação dos pais, das mães; pais santos, mães santas, que não deixam a Igreja sem sacerdotes. Da árvore do matrimônio virá o fruto santo do sacerdócio.
De São João Batista Vianney são as seguintes considerações, apropriadas aos nossos tempos:
1. “Devemos trabalhar para tornar-nos merecedores de receber a Santíssima Eucaristia todos os dias. Se não nos é possível comungar diariamente substituamos a Comunhão real pela espiritual, que pode ser feita a cada instante; e nós devemos ter o desejo ardente de receber Deus Nosso Senhor.
A Comunhão é para a alma o que o sopro é para o fogo, que está para apagar-se. – Ide à Comunhão, ide a Jesus! Ide viver dele para viver com Ele. Não digais que tendes muito que fazer. Não disse Nosso Senhor: Vinde a mim: vós que trabalhais e vos achais sobrecarregados? Não digais que não sois dignos. Tendes razão, mas é verdade também que d’Ele precisais. Se Nosso Senhor tivesse tido em vista a vossa dignidade, jamais teria instituído o belo sacramento do amor. Não digais que sois tão miseráveis. Gostaria mais de vos ouvir dizer que estais muito doentes e por isso deixais de chamar o médico. – Todos os seres necessitam do alimento para viver.
O alimento da alma é Deus. A alma só de Deus pode viver e nada mais a satisfaz, senão Deus”.
2. Sobre as danças dizia Vianney: “Vede meus irmãos, as pessoas que vão ao baile, deixam o Anjo da Guarda na porta e é um demônio que lhe toma o lugar, de modo que há no salão tantos demônios, quantos são os dançarinos”.- Se no tempo de Vianney assim já era, o que diria ele, se visse determinadas danças de hoje, que são a vergonha do nosso século? Especialmente em bailes onde a impureza jorra, a pancadaria impera, a violência produz desgraça? Isto bem conhecemos pela imprensa que, diariamente noticia consumo de drogas, brigas intensas, assassinatos fúteis em boates movidas por músicas frenéticas, embalos alucinantes e letras escandalosamente malignas.
3. A respeito da santidade do domingo, ouviu-se Vianney muitas vezes dizer: “Vós trabalhais, mas o ganho arruína o vosso corpo e a vossa alma. Se perguntasse àqueles que no domingo trabalham: Que estais a fazer? Eles poderiam responder: Estou vendendo a minha alma ao demônio; Estou crucificando Nosso Senhor; estou renegando o meu batismo!… Oh! Como se engana aquele que aproveita do domingo, pensando que ganha mais dinheiro! Vós tendes a convicção de que tudo depende do vosso trabalho; é engano. Ora vem uma doença, um acidente… é preciso tão pouca coisa… uma tempestade, uma chuva… Deus tem tudo na mão; ele pode vingar-se quando e como quer… Conheço dois meios para empobrecer: “Trabalhar no domingo e roubar bens alheios”.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Não desperdice o seu sofrimento


A dor é capaz de levá-lo à santidade e lançá-lo ao céu.






Umas das coisas que mais impressionam em Jesus é Sua capacidade de se compadecer do sofrimento das pessoas. Ele olhava para cada pessoa em particular e vivia junto com ela os seus sofrimentos. Independentemente do que vivemos, Cristo sempre está unido a nós, pois Ele tem um olhar especial pelos que sofrem. É no sofrimento que mais nos parecemos com Ele.
Vivemos em um mundo que busca o prazer a qualquer custo, no qual a ideia de prazer é vinculada à felicidade. Por isso, falar de sofrimento é ir contra a correnteza. Acredita-se que somente seremos felizes se tivermos essa sensação [prazer] em tudo o que fazemos. Dessa forma, o sofrimento virou sinônimo de infelicidade.
O cristão é convidado para mostrar ao mundo um testemunho diferente. Mostrar que, se colocamos sentido e significado aos nossos sofrimentos, é possível encontrar a felicidade neles. Talvez o maior problema hoje seja este: as pessoas andam desperdiçando a sua dor.
Se eu dou sentido ao sofrimento que vivo, santifico-me. Você é quem escolhe o sentido que você vai dar à dor na sua vida. Quantas pessoas – com doenças graves – encontraram sentido para suas vidas a partir do momento em que começaram a ajudar outras pessoas com o mesmo problema.
O que tornou tantos homens e mulheres santos na história não foi o sofrimento que viveram, mas o sentido que eles deram a ele. Aprenderam a não desperdiçar esses momentos aproximando-se de Deus e dos outros.
É preciso que aprendamos a sofrer. É preciso dar sentido às nossas angústias. Uma mulher que vai dar à luz sofre, mas ela não pensa nas suas dores, ela só pensa no filho que carregará nos braços e verá crescer. A mãe entende que a alegria que virá depois será muito maior que o sofrimento vivido. São Francisco de Assis já dizia: “É tão grande o bem que espero, que todo o sofrimento me é um grande prazer”. .
Não há sofrimento grande ou pequeno. Qualquer momento de dor é capaz de levá-lo à santidade e lançá-lo ao céu. Assim, é preciso que cada um de nós aprenda a viver intensamente as visitas de Deus nesses momentos. A escolha é de cada um: Sofrer por sofrer ou sofrer com sentido – mesmo nos momentos de angústia. Use do seu sofrimento para ir além de suas limitações, para ir além do que você se vê capaz de fazer ou viver. Supere-se!
Se você não desperdiçá-lo, surgirá um sorriso em seus lábios capaz de ressuscitar a muitos que estavam a ponto de morrer. Isso é santidade. Não desperdice o seu sofrimento!

Ordenação Sacerdotal


SOLENIDADE DO NASCIMENTO DE SÃO JOÃO BAPTISTAORDENAÇÃO SACERDOTAL.





HOMILIA DE JOÃO PAULO II



24 de Junho de 1979



1. Et tu puer propheta Altissimi vocaberis.


E tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo (Lc. 1, 76).


Estas palavras falam-nos do Santo de hoje. Com elas, o sacerdote Zacarias, saudou o próprio filho, depois de ter recuperado a possibilidade de falar. Com elas, saudou o próprio filho, ao qual por sua vontade e com surpresa de todos, a família deu o nome de João. Hoje, a Igreja recorda-nos estes acontecimentos, ao celebrar a solenidade do nascimento de São João Baptista.
Poder-se-ia denominar antes o dia da chamada de João, filho de Zacarias e de Isabel de Ain-karim, para ser o último profeta da Antiga Aliança, para ser o mensageiro e o imediato predecessor do Messias: Jesus Cristo.
Eis aquele que vem ao mundo em circunstâncias extraordinárias, e já traz consigo o Divino chamamento. Tal chamamento provém do desígnio do próprio Deus, do Seu amor salvífico, e está inscrito na história do homem, desde o primeiro instante da concepção no seio materno. Todas as circunstâncias desta, como depois as circunstância do nascimento de João, indicam um chamamento insólito: Irás adiante do Senhor a preparar os Seus caminhos (Id., ibid).
Sabemos que, a este chamamento, João Baptista respondeu com toda a vida. Sabemos que lhe permaneceu fiel até ao último suspiro. E este foi dado no cárcere por ordem de Herodes, como consequência do capricho de Salomé, que agia instigada pela vingança da Mãe Herodíades.
Tudo isto, porém, a liturgia de hoje não o menciona, reservando-o para outro dia. Hoje, manda-nos alegrar com o extraordinário nascimento do Precursor. Manda-nos dar graças a Deus pelo chamamento de João Baptista.
2. Quando, neste dia, meus caros Diáconos e candidatos ao Presbiterado, vos apresentais na Basílica de São Pedro em Roma, desejamos também, nós todos, alegrar-nos pelo vosso chamamento a uma ulterior participação no sacerdócio de Cristo.
No coração de cada um de Vós está inscrito o mistério de tal chamamento. Podemos repetir com o Profeta: Amo-te com amor eterno, e por isso te outorguei os meus favores (Jer. 31, 3).
Num determinado momento da vida, destes conta deste Divino chamamento. E começastes a preparar-vos, começastes a caminhar para a sua realização. O caminho para o sacramento da Ordem, que hoje recebeis das minhas mãos, passa através de uma série de etapas e ambientes, de que fazem parte a casa de família, os anos da escola elementar e preparatória, como também os estudos superiores, o ambiente dos amigos, a vida paroquial. Antes de mais, porém, encontra-se neste caminho o Seminário eclesiástico, ao qual todos nos dirigimos a fim de encontrar uma resposta definitiva à pergunta respeitante ao chamamento para o sacerdócio. Cada um de nós ali vai, no intuito de que, ouvindo tal resposta, cada vez mais claramente se possa preparar, ao mesmo tempo de maneira sistemática e profunda, para o sacramento da Ordem.
Hoje, tendes já sobre os ombros todas estas experiências. Já não perguntais como o jovem do Evangelho: Bom Mestre, que devo fazer? (Mc. 10, 17). O Mestre ajudou-vos a encontrar a resposta. Apresentais-vos a encontrar a resposta. Apresentais-vos para que a Igreja possa imprimir, nesta resposta, o seu selo sacramental.
3. Este selo imprime-se mediante toda a liturgia do Sacramento da Ordem. Imprime-o o Bispo, que age com a força do Espírito Santo e em comunhão com o seu presbitério.
A força do Espírito Santo vem indicada e transmitida pela imposição das mãos, seguida primeiro do silêncio e depois da oração. Como sinal da transferência desta força para as vossas mãos jovens, estas serão ungidas com o Santo Crisma, de modo a tornarem-se dignas de celebrar a Eucaristia. As mãos humanas não podem celebrar de outro modo senão na força do Espírito Santo.
Celebrar a Eucaristia quer dizer reunir o Povo de Deus e construir a Igreja na sua mais plena identidade.
O momento que vivemos, aqui juntos, é de grande importância, tanto para cada um de Vós, como para a Igreja inteira.
A Igreja orou por cada um destes chamados, que hoje recebem o selo sacramental do Presbiterado. A Igreja deseja que cada um de Vós a construa com o próprio sacerdócio, o próprio serviço, o qual — pela força recebida de Cristo — «amontoa e não desperdiça» (Cfr. Mt. 12, 30).
4. A Igreja ainda hoje reza. Rezam os vossos pais, as famílias, os ambientes com que até agora se relacionou a vossa vida, os vossos Seminários, as vossas Dioceses, as vossas Congregações Religiosas.
Oremos ao Senhor da messe, que chamou cada um de vós como operário para a sua messe, para que nela persevereis até ao fim.
Tal como João filho de Zacarias e de Isabel, cujo pai disse no dia do nascimento: E tu menino serás chamado Profeta do Altíssimo (Lc. 1, 76).
Que a vossa perseverança seja o fruto das orações que hoje elevamos ao Senhor! Perseverai como profetas do Altíssimo! Perseverai como sacerdotes de Jesus Cristo!
Produzi frutos abundantes!


Ámen.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Evangelho (Mateus 13,36-43)




— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.


Naquele tempo, 36Jesus deixou as multidões e foi para casa. Seus discípulos aproximaram-se dele e disseram: “Explica-nos a parábola do joio!” 37Jesus respondeu: “Aquele que semeia a boa semente é o Filho do Homem. 38O campo é o mundo. A boa semente são os que pertencem ao Reino. O joio são os que pertencem ao Maligno. 39O inimigo que semeou o joio é o diabo. A colheita é o fim dos tempos. Os ceifadores são os anjos. 40Como o joio é recolhido e queimado ao fogo, assim também acontecerá no fim dos tempos: 41O Filho do Homem enviará os seus anjos e eles retirarão do seu Reino todos os que fazem outros pecar e os que praticam o mal; 42e depois os lançarão na fornalha de fogo. Ali haverá choro e ranger de dentes. 43Então os justos brilharão como o sol no Reino de seu Pai. Quem tem ouvidos, ouça”.


- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor

Tudo Passa


Tudo passa, tudo passa, tudo vai passar

Só não muda o amor de Deus que é Pai.

Nem a morte, nem a dor, nem a solidão

Pode superar o amor de Deus por mim oh! oh!

Só Deus não passará

Só Deus permanecerá

Só Deus

Seu amor que vive em mim


Só Deus não passará

Só Deus permanecerá

Só Deus

Ele voltará



Oh! Senhor teu corpo e sangue minha redenção

Aliança por toda eternidade

Vem agora, oh meu Deus toma meu coração

Pois sem ti nada posso realizar ah! ah! ah!

Evangelho de Mateus 13.31-35



— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.


Naquele tempo, 31Jesus contou-lhes outra parábola: “O Reino dos Céus é como uma semente de mostarda que um homem pega e semeia no seu campo. 32Embora ela seja a menor de todas as sementes, quando cresce, fica maior do que as outras plantas. E torna-se uma árvore, de modo que os pássaros vêm e fazem ninhos em seus ramos”.33Jesus contou-lhes ainda outra parábola: “O Reino dos Céus é como o fermento que uma mulher pega e mistura com três porções de farinha, até que tudo fique fermentado”.34Tudo isso Jesus falava em parábolas às multidões. Nada lhes falava sem usar parábolas, 35para se cumprir o que foi dito pelo profeta: “Abrirei a boca para falar em parábolas; vou proclamar coisas escondidas desde a criação do mundo”.


- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Evangelho (Mateus 13,18-23)


— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.


Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 18“Ouvi a parábola do semeador: 19Todo aquele que ouve a palavra do Reino e não a compreende, vem o Maligno e rouba o que foi semeado em seu coração. Este é o que foi semeado à beira do caminho. 20A semente que caiu em terreno pedregoso é aquele que ouve a palavra e logo a recebe com alegria; 21mas ele não tem raiz em si mesmo, é de momento: quando chega o sofrimento ou a perseguição, por causa da palavra, ele desiste logo.22A semente que caiu no meio dos espinhos é aquele que ouve a palavra, mas as preocupações do mundo e a ilusão da riqueza sufocam a palavra, e ele não dá fruto.23A semente que caiu em boa terra é aquele que ouve a palavra e a compreende. Esse produz fruto. Um dá cem outro sessenta e outro trinta”.


- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor.

Cruz Dehonianos


Cruz Dehonianos


Deus é Contigo

Já faz um tempo que você clamou, por muitas vezes simvocê chorou.Mas a vitória nunca, nunca vem (não, não, não, nãovem)Então você pergunta a Deus porque, o que eu fiz Senhorpra não, não merecer.Misericórdia Deus eu sou seu filho,eu sou seu filhoPergunta pra si mesmo onde esta Deus.que tantas coisa boas prometeu Mas essas coisas nunca, nunca vêm. Então você não sabe o que fazer A dor e desespero não te deixa ver Que Deus tem algo profundo contigo (Ele é contigo)(Coro)O que Deus preparou é bem maiorO que Deus tem pra ti irmão é bem melhorCreia nas promessas creia em Cristo Ele é contigo Deus vai fazer acontecerO teu inimigo não vai entenderCreia nas promessas creia em CristoEle é contigoPergunta pra si mesmo onde esta Deus.que tantas coisa boas prometeu Mas essas coisas nunca, nunca vêm. Então você não sabe o que fazer A dor e desespero não te deixam ver Que Deus tem algo profundo contigo (Ele é contigo)(Coro)

segunda-feira, 20 de julho de 2009

O pastoreio familiar


Muitas mulheres que são casadas já estão solteiras a muito tempo, não tem com quem dividir pensamentos e sentimentos. No início é tudo tão lindo, o primeiro filho, o pai quer dar banho, ama com todas as forças no início e depois não suporta as mínimas coisas.Existe tantos pais que amam somente o filho na infância e depois se cansa. Nós não podemos cansar do pastoreio. O pastor que vai ficando indiferente aos poucos vai perdendo a confiança. Se você descobre que seu marido está indiferente, você vai esfriando. É preciso do romantismo do início de namoro. Romantismo faz bem, tem que manter. Abrimos mão de fazer da nossa casa romântica. O pastor não pode ser indiferente ao rebanho que tem. As vezes fazemos de tudo para chamar a atenção do outro e não conseguimos e vamos ficando agressivo; quantas vezes a agressividade do filho é um pedido de socorro, “Pai seja meu pastor”.Você pode ser engenheiro, médico, administrador, empresário, mas o principal ofício que você tem é ser pai, é ser pastor de sua casa. Muitas vezes jogamos o pastoreio de nossa casa para que outros façam, crianças que tem aulas das 7 da manhã até as 10 da noite. E que horas você dá a sua aula? Quem precisa mandar na sua casa é você. Vai ser pai, vai ser mãe, pelo amor de Deus, mergulhe na sabedoria, porque comandar a casa com burrice, é a pior coisa que existe. Vá se preparar para essa paternidade, vai ser um homem de oração. Quando Deus entra na nossa vida, fica mais fácil viver. Pai e mãe que reza educa muito melhor do que um pai que não reza. Para que você seja um bom pastor na sua casa, reze. Não temos como fugir disso, enquanto eu tiver vida, eu quero continuar te ajudando, pois o que me interessa é a sua felicidade. Eu não faço milagre, eu quero ter fé, para ver os milagres acontecerem. Nunca se esqueça que o seu pastoreio é o maior milagre que você pode realizar nessa vida.

O pastoreio familiar


Que beleza essa Palavra de Jesus, quando Ele olha para a multidão e percebe que ela precisa ser cuidada. Por isso, o Senhor faz a associação direta disso com uma multidão sem pastor. Pastor é para cuidar, não com olhos desconfiados de vigilância, mas com olhar zeloso. O pastor fica atento para o que a ovelha precisa. Jesus fala no contexto d'Ele, pois vivia no ambiente rural, mas nós trazemos o conceito do pastor com sua ovelha para aplicar na nossa vida, falamos da importância de cuidar bem da nossa família, para que ninguém a roube. Qual é o grande significado de pastor no contexto de Evangelho? Pastor é aquele que está à frente de um determinado rebanho. O padre é o pastor de sua paróquia, o bispo é pastor de sua diocese, o Papa é o pastor da Igreja. Padre não tem outro significado que pai, eu sou seu pai pelo ministério sacerdotal que exerço, para cuidar de sua casa através das minhas palavras, do programa “Direção espiritual”, dos livros que escrevo. Deus concedeu ao sacerdote o ministério de ser pai assim. Eu cuido das minhas ovelhas, por isso eu alerto vocês sobre as coisas nocivas que podem atingi-los, eu como padre preciso estar comprometido com a felicidade da sua casa. E aquele que está comprometido com a felicidade do outro fala palavras bonitas, ama as pessoas; o padre precisa ser um amante da humanidade. O povo merece a sabedoria e santidade dos padres.A minha palavra de pastor é para convidar a você para ser pastor também, os padres não são os únicos responsáveis pelo pastoreio das ovelhas. Você é responsável pelo pastoreio de suas ovelhas na sua casa. O bom pai e a boa mãe é que ensina a criança a comer direito desde pequeno. O pastoreio das famílias começa nas panelas. O pastoreio da mulher começa na panela quando ela faz a comida. Não adianta estar dentro de casa, precisa exercer a autoridade dentro de casa. Você não pode ser uma mãe decorativa, a família não precisa ter uma mãe decorativa, a família precisa de uma mãe com as rédeas na mão. Você pai, não pode ser um repolho dentro de casa, todas as vezes que um filho vai até você, você diz para ele procurar a mãe. As suas ovelhas estão dentro de casa, mas não está dentro de você, não está sobre seu comando. Não queremos encher a cabeça, queremos uma família tranquila, a mãe é uma banana decorativa, o pai é urso panda na sala, e onde está o pastoreio?Para uma criança chegar a autonomia, ela precisa de adultos dando as rédeas. Não há nada pior nessa vida do que você se sentir sozinho, não falo de solidão do corpo, pois esta vai embora é só chegar perto de gente. Pior solidão é quando você não tem ninguém para falar o que sente e pensa. Você tem que pastorear sua esposa, seu esposo todos os dias, não é vigiar, é amar.

Um amigo, um altar


Como os altares, as amizades precisam ser construídas



Altar é lugar de sacrifício, lugar onde se oferece uma vítima em holocausto. Os altares sempre são constituídos para esta finalidade, para através de um sacrifício fazer memória dos favores que Deus concedeu.
Um altar precisa ser construído com esforço pessoal e decisão de coração. Ele é memorial, lugar da teofania, da manifestação do amor de Deus. Amizades são altares.


Amizade é oblação, é ir além do que é natural em nós, é tocar o sobrenatural. Da mesma forma que um altar pressupõe um holocausto, uma amizade traz em si o sacrifício. É preciso sacrificar a nós mesmos, nossas falsas verdades, nossos gostos e desejos pessoais. Amizade é altar, é lugar onde se derrama sentimento, lágrimas, sangue, vida. Se esse derramar em sacrifício não acontece, não há altar, não há amizade.
Como os altares, as amizades precisam ser construídas, edificadas com o que há de melhor em cada um. São sentimentos, experiências, valores, sonhos, que como verdadeiras pedras vão se sobrepondo para que ali verdadeiramente aconteça o sacrifício. São pedras que não podem ser tolhidas pelos desejos de nenhuma das partes, pois trazem em si aquilo que é o melhor, o sagrado, o original de Deus em cada um. Lapidá-las para adaptá-las às nossas vontades, aos nossos desejos, significa profaná-las. Eu não posso construir um altar, uma amizade com nada a não ser o que há de mais puro e sagrado. Eu não posso ser verdadeiramente um amigo se eu não levo comigo a originalidade de Deus em mim. Um altar profanado, uma amizade profanada, só tem um destino: a destruição.
Há um valor especial em qualquer coisa que nós mesmos construímos ou ajudamos a construir, ainda mais quando se trata de pessoas. Uma amizade que não traz em si a vontade de ajudar a construir o outro, não manifesta vida, não há significado, não há porque, não há santidade, não há razão de ser. Um altar é santo em razão do que ele significa. Uma amizade que não constrói o outro perdeu o seu sentido, o seu significado, a sua capacidade de sacralizar.
O ato de construir o outro não é fácil, causa dor em ambos, entraves, muito sacrifício mútuo e pessoal. Mas - como foi dito antes - se não há sacrifício, não há altar. Para construir o outro eu preciso derramar o meu sangue, a minha vida, para que a oferta do meu sacrifício seja capaz de trazer à tona o que há de melhor no outro, mesmo que para isso precise doer primeiro em mim. É um ato de oblação, de oferta, que à medida que nos aproxima do altar, nos aproxima do próprio Deus, tornando-nos interiormente livres. Quanto mais sacrifício há em uma amizade, mais liberdade se adquire, mais próximo de Deus se chega. O altar me leva a alcançar a Deus. Se uma amizade não me leva ao Senhor, ela perdeu a essência.
Deus me levou a construir amizades durante a minha vida. Elas são verdadeiros memoriais da visita do Senhor na minha história. São verdadeiros altares onde eu posso me derramar, derramar a minha vida, sacrificar a mim mesmo, ser melhor, crescer na certeza de estar me aproximando cada vez mais de Deus. Se uma oferenda é santificada e apresentada ao Senhor pelo contato com o altar, cada vez que me “derramo” sobre um amigo, sou apresentado mais santo do que poderia ser sozinho. Ninguém se santifica sozinho. Amizades são instrumentos eficazes de Deus para minha santificação.
Deus não colocou somente pessoas em minha vida, me deu amigos, me deu altares onde eu posso perpetuamente me oferecer em holocausto e me sacralizar.

sábado, 18 de julho de 2009

Ofício De Nossa Senhora


Matinas


Deus vos salve,Virgem,Filha de Deus Pai!

Deus vos salve,Virgem,Mãe de Deus Filho!

Deus vos salve,Virgem,esposa do Divino espirito santo!

Deus vos salve,Virgem,Templo e Sacrário da santíssima trindade!


Agora,lábios meus/dizei e anunciai

os grandes louvores/da virgem Mãe de Deus.

Sede em meu favor,/Virgem Soberana,

livrai-me do inimigo/com o vosso valor.

Glória seja ao Pai,/ao Filho e ao Amor tambem,que é um só Deus/em pessoas três,

agora e sempre/e sem fim.Amém.


Hino


Deus vos salve,Virgem/Senhora do mundo,

Rainha dos céus/e das virgens,vigem.

Estreala da manhã,/Deus vos salve,cheia

de graça divina,/formosa e louçã.

Dai pressa,senhora,/em favor do mundo

pois vos reconhece/como defensora.

Deus vos nomeou/já lá "ab aeterno",

para Mãe do verbo/com o qual criou

terra,mar e céu,/e vos escolheu,

quando Adão pecou/por esposa de Deus.

Deus a escolheu/e ja muito dantes,

em seu tabernáculo/marada lhe deu.

Ouvi,Mãe de Deus,/minha oração,

toquem vosso peito/os clamores meus.


Oração


Santa Maria,Rainha dos céus,Mãe de Nosso senhor Jesus Cristo,senhora do mundo,que a nunhum pecador desaparai nem desprezais: ponde,Senhora,em mim os olhos de vossa piedade,e alcançai-me de vosso amado filho o perdão de todos os meus pecados,para que eu,que agora venero com devoção vossa santa e imaculada Conceição,na outra vida,alcançar o prêmio da bem-aventurança por mercê de vosso benditissimo Filho,Jesus Cristo,nosso Senhor,que com o Pai e o Espirito Santo vive e reina para sempre amem.


Prima


Sede em meu favor,etc...

Glória seja ao Pai ,etc...


Hino


Duus vos salve,mesa/para Deus ornada,

coluna sagrada/de grande firmeza.

Casa dedicada/a Deus sempiterno,

sempre preservada/Virgem do pecado.

Antes que nascida/fostes,Virgem Santa,

no ventre ditoso/de Ana concebida.

Sois Mãe criadora/dos mortais viventes,

sois dos Santos porta/dos Anjos Senhora.

Sois forte esquadrão/contra o inimigo,

Estrela de Jacó,/refúgio do cristão.

A Virgem,a criou/Deus no Espirito Santo,

e todas as suas obras,/com elas as ornou.

Ouvi,Mãe de Deus,etc...


Oração


Santa Maria,Rainha dos céus, etc...



Terça


Sede em meu favor, etc...

Glória seja ao Pai, etc..



Hino


Deus vos salve,trono/do grão Salomão,

Arca do concerto/Velo de Gedeão;

Íris do céu clara,/Sarça da visão.

Favo de Sansão,/florescente vara;

a qual escolheu/para ser Mãe sua.

E de vós nasceu,/o Filho de Deus.

Assis vos livrou,/da culpa original,

de nenhum pecado/há em vós sinal.

Vós que habitais/lá nessas alturas,

e tendes vosso trono/sobre nuvens puras.

Ouvi,Mãe de Deus, etc...



Oração



Santa Maria,Rainha dos céus, etc.



Sexta


Sede em meu favor, etc...

Glória seja ao Pai, etc...



Hino


Deus vos salve,Virgem/da Trindade templo,

alegria dos Anjos,/da pureza exemplo;

que alegria os tristes/com vossa clemência.

horto de deleites/palma de paciência.

Sois terra bendita/e Sacerdotal,

sois da castidade/simbolo real.

Cidade do Altissimo,/porta oriental,

sois a mesma graça,/Virgem singular.

Qual lírio cheroso/entre espinhas duras,

tal sois,Senhora,/entre as criaturas.

Ouvi,Mãe de Deus, etc...


Oração


Santa Maria,Rainha dos céus,etc...



Noa


Sede em meu favor,etc...

Glória seja ao Pai,etc...


Hino


Deus vos salve,cidade/de torres guarnecida,

de Davi com armar,/bem fortalecida.

De suma caridade,/sempre abrasada,

do dragão a força/foi por vós prostada.

Ó munher tão forte!/Ó invicta Judith!

vós acalentastes/o sumo Davi!

Do Egito o curador/de Raquel nasceu,

do mundo o Salvador/Maria no-lo deu.

Toda é formosa/minha companheira

nela não há mácula/da culpa primeira.

Ouvi,Mãe de Deus, etc...


Oração


Santa Maria ,Rainha dos céus,etc...



Vésperas


Sede em meu favor,etc...

Glória seja ao Pai,etc...


Hino



Deus vos salve,relógio/que,andando atrasado,

serviu de sinal/ao Verbo ecarnado.

Para que o homen suba/às sumas alturas.

desce Deus dos céus/para as criaturas.

Como os raios claros/do sol da justiça

resplandece a virgem,/dando o sol cobiça.

Sois lírio formoso,/que cheiro respira

entre os espinhos/da serpente a ira.

Vós a quebrantais/com vosso poder;

os cegos errado/os alumiais

Fizestes nascer/sol tão fecundo,

e,como com nuvens,/cobristes o mundo.

Ouvi, Mãe de Deus ,etc.



Oração


Santa Maria,Rainha dos céus,etc...



Completas



Rogai a Deus,vós,/Virgem,nos converta,

que a sua ira/aparte de nós.


Sede em meu favor,etc...

Glória seja ao Pai,etc...



Hino



Deus vos salve,Virgem/Mãe imaculada,

Rainha de clemência/de estrelas coroada.

Vós sobre os Anjos,/sois purificada.

De Deus à maõ direita/estais deouro ornada.

Por vós Mãe de graça,/mereçamos ver

a Deus nas alturas,/com todo o prazer.

Pois sois esperança/dos pobres errantes,

e seguro porto/aos navegantes.

Estrela do mar/e saúde certa,

e porta que estai,/para o céu ,aberta.

É ólho derremado,/Virgem,vosso nome,

e os vosso servos/vos hão sempre amado.

Ouvi,Mãe de Deus,etc



Oração


Santa Maria,Rainha dos céus,etc...



Oferecimento



Humildes,oferecemos/a vós,Virgem pia,estas

orações,/porque em nossa guia,

vades vós adiantes/e na agonia,

vós nos animeis,/ó doce Maria.Amém.












Evangelho (Mateus 12,14-21)


— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.


— Glória a vós, Senhor.


Naquele tempo, 14os fariseus saíram e fizeram um plano para matar Jesus. 15Ao saber disso, Jesus retirou-se dali. Grandes multidões o seguiram, e ele curou a todos. 16E ordenou-lhes que não dissessem quem ele era, 17para se cumprir o que foi dito pelo profeta Isaías: 18“Eis o meu servo, que escolhi; o meu amado, no qual ponho a minha afeição; porei sobre ele o meu Espírito, e ele anunciará às nações o direito. 19Ele não discutirá, nem gritará, e ninguém ouvirá a sua voz nas praças. 20Não quebrará o caniço rachado, nem apagará o pavio que ainda fumega, até que faça triunfar o direito. 21Em seu nome as nações depositarão a sua esperança”.


- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Evangelho (Mateus 12,1-8)


— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.


1Naquele tempo, Jesus passou no meio de uma plantação num dia de sábado. Seus discípulos tinham fome e começaram a apanhar espigas para comer. 2Vendo isso, os fariseus disseram-lhe: “Olha, os teus discípulos estão fazendo o que não é permitido fazer em dia de sábado!”3Jesus respondeu-lhes: “Nunca lestes o que fez Davi, quando ele e seus companheiros sentiram fome? 4Como entrou na casa de Deus e todos comeram os pães da oferenda que nem a ele nem aos seus companheiros era permitido comer, mas unicamente aos sacerdotes? 5Ou nunca lestes na Lei, que em dia de sábado, no Templo, os sacerdotes violam o sábado sem contrair culpa alguma? 6Ora, eu vos digo: aqui está quem é maior do que o Templo. 7Se tivésseis compreendido o que significa: ‘Quero a misericórdia e não o sacrifício’, não teríeis condenado os inocentes. 8De fato, o Filho do Homem é senhor do sábado”. - Palavra da Salvação. - Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Nossa senhora do Carmo "Rogai Por Nós"


"Ó Senhora do Carmo, revestido de vosso escapulário, eu vos peço que ele seja para mim sinal de vossa maternal proteção, em todas as necessidades, nos perigos e nas aflições da vida. Acompanhai-me com vossa intercessão, para que eu possa crescer na Fé, Esperança e Caridade, seguindo a Jesus e praticando Sua Palavra. Ajudai-me, ó mãe querida, para que, levando com devoção vosso santo Escapulário, mereça a felicidade de morrer piedosamente com ele, na graça de Deus, e assim, alcançar a vida eterna.




Amém."